Skip to content

Atitude e Energia

“Atitude é uma pequena coisa que faz uma grande diferença.”

Winston Churchill

Nem sempre temos as atitudes que gostaríamos, as que as situações exigem, nem as que esperam de nós.

Nem sempre temos a energia que gostaríamos, a que as situações exigem, nem a que esperam de nós.

Mas destas duas componentes, uma condiciona mais a outra.

Qual delas é para ti?

Para mim, a minha atitude condiciona mais a minha energia, e eu posso ter pouca energia, mas se tiver uma boa atitude, a energia que tiver será utilizada de muito melhor forma.

Pensa no caso do Stephen Hawking, ele tinha pouca energia mas tinha uma atitude de curiosidade, logo usava a energia que tinha para se tornar uma referência mundial.

Também me recordo de um podcast que ouvi do James Altucher em que ele entrevistou o Jon Morrow o CEO do website Smartblogger.com uma pessoa que está paralizada do pescoço para baixo desde nascença, mas que não o impede de ser uma referência e ganhar mais de cem mil dólares por mês.

Nessa conversa ele refere que escreve todos os dias, que quando começou ouvia quatro a oito horas por dia de audiobooks e podcasts, que a pouco e pouco foi construindo o seu negócio que lhe permite viver bem apesar das dificuldades que a sua condição física lhe impõe.

Dois exemplos extremos em que a atitude importa mais que a energia, mas não precisamos de ir para os extremos para perceber que a nossa má atitude nos sabota mais que a nossa falta de energia. 

Acordo e não tenho a energia que esperava depois de uma noite de sono.

E o que faço?

Posso ficar a resmungar que estou ensonado, barafustar com as pessoas à minha volta que não respeitam o facto de eu ter dormido mal, ou posso fazer uns exercícios ligeiros de alongamentos, mobilizações articulares, sorrir para as pessoas que encontro, tomar um duche, ou ler um livro que me inspire.

Nenhuma das alternativas em que tenho uma boa atitude consome mais energia que resmungar, pelo contrário, resmungar, queixar-me de como as coisa deveriam ser retiram a pouca energia com que comecei o dia, e no caso de sorrir, mexer suavemente o corpo, inspirar-me, são tudo coisas que me trazem energia.

Sei que andamos quase todos cansados, com falta de tempo, falta de paciência, que aqueles de nós que têm filhos ainda têm de gerir energia em excesso destes quando a nós nos falta, mas pela minha experiência, é preciso pouca energia para ajudar alguém, é preciso pouca energia para sorrir, é preciso pouca energia para escrever, e é preciso pouca energia para ligar a um amigo.

Também é preciso pouca energia para escrever uma intenção num papel, e sei que se a intenção já estiver escrita mesmo no dia de pouca energia, sei que quando os dias de maior energia surgirem chegarei mais longe.

Não estou aqui a defender que não devemos cultivar estados de maior energia, sou grande defensor de tomarmos decisões no nosso melhor, que as devemos tomar em estados de pico ou peak states .

Mas como?

Como quase tudo começa por te conheceres, por teres a consciência do que te traz energia, pode ser conversar, ouvir música, meditar, fazer exercício, ou podes usar a gratidão para te colocares num peak state.  Passo a explicar.

Primeiro senta-te e respira fundo entre cinco e dez ciclos de respiração.

De seguida, pensa em três momentos, situações pelas quais estás grato que existam ou existiram na tua vida, pode ser um abraço de um amigo de longa data, aquele beijo da tua primeira namorada, aquele brinquedo que recebeste no Natal quando tinhas oito anos, o que for que te faça sentir bem. Revive o mais intensamente que conseguires estes momentos.

Por fim estabelece o que vais fazer a seguir, decide o que queres fazer até ao fim do dia, resolve finalmente escrever o teu livro, compromete-te de uma vez por todas com o teu projecto, e verás que por muito pouca que seja a tua energia, esta tua atitude positiva e renovada vai-te fazer chegar mais longe do que se estiveres a arrastar algum ressentimento, angústia, desânimo, ou o que quer que seja que estejas a viver nesses momentos.

O melhor será estares sempre com o teu tanque de energia no seu máximo, mas ambos sabemos que nem sempre é possível, por essa razão usa uma atitude positiva perante as coisas, e vais ver que a energia que precisas virá ter contigo, muito possivelmente trazida pelas pessoas que essa atitude inspira e que querem estar perto de ti.

Dúvidas, sugestões, desabafos, rui@falarcriativo.com

Comments are closed.