episódio 40 Rita Martins

A convidada desta semana é a Rita Martins, uma empreendedora criativa, que criou o seu próprio negócio a partir do nada, a não ser o apoio dos seus familiares, um espaço vazio, e força de vontade.

Eu conheço a Rita há muitos anos, ela é prima de duas grandes amigas minhas, e quando lhe disse que a gostava de entrevistar ela ficou surpreendida,

“Mas eu vou falar de quê?”

e eu expliquei-lhe que ela se enquadrava bastante bem nos exemplos que passam pelo Falar Criativo, de pessoas que transformam as ideias em algo de valor.

Fui ter com ela ao Cercal do Alentejo, à loja dela, depois de ter almoçado com o Diogo Vilhena em  Sines.

Uma vez que é uma área que gosto, e até já estive ligado através de bordados em camisola, quis perceber de que maneira a Rita conseguiu por o negócio a funcionar, pois no meu caso a coisa falhou.

A maneira sustentada que a Rita criou e desenvolveu o negócio foi uma das coisas que mais me agradou, ela não investiu dinheiro que não tinha (como muitos fazem e ficam endividados até ao resto dos seus dias), e mesmo assim tem uma fonte de rendmento que lhe dá para viver.

A parte menos afinada é o equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho, neste caso o trabalho também é um projecto pessoal que rouba muitas horas ao tempo que a Rita estaria com a família ou a descansar , mas segundo ela é algo que no início de um negócio é necessário. As mudanças parecem estar a caminho, a Rita já percebeu que para estar no seu melhor precisa de descansar e de ter tempo de qualidade com aqueles que lhe são mais próximos.

Foi uma escolha que a Rita fez até aqui, de investir tantas horas no seu projecto, mas como tudo na vida, existe crescimento e mudança, e ela sente que nesta fase já tem a capacidade de reequilibrar as coisas.

Grande exemplo de que o mais importante é o querer fazer e ter o apoio daqueles que gostamos e gostam de nós.

One comment

Comments are closed.