Tagged criatividade

Falar mais Criativo – episódio 31, Criatividade: Liberdade ou Limitações

Esta semana eu e a Anita Silva, falamos sobre a liberdade, e as limitações no processo criativo.

As limitações, são muitas vezes encaradas como problemas, mas neste episódio mostramos que não tem de ser assim, e fazemos exercícios para o demonstrar.

Referimos um episódio anterior, o do pensamento divergente e convergente, uma vez que para este processo de ideação é necessário conhecer os dois conceitos.

O excesso de liberdade é em muitos casos um entrave a ideias mais criativas, os limites exteriores ou auto impostos podem ser uma grande ajuda, e mesmo essenciais.

Falar mais Criativo – episódio 30, Criatividade e Caos

Esta semana eu e a Anita Silva, falamos sobre Criatividade e Caos, que não são a mesma coisa embora eu ache que há partes caóticas no processo criativo.

O processo criativo é uma denominação que questionamos neste episódio, e sugerimos alguns nomes alternativos.

Frases geniais da Dona Anita neste episódio:

“Nós não possuímos o nosso processo criativo.”

“Não é possível racionalizar o processo criativo na sua totalidade.”

Dúvidas ou sugestões, rui@falarcriativo.com ou emaildamais@gmail.com.

Falar mais Criativo – episódio 29, Exercício da Audiência: criatividade para crianças

Esta semana eu e a Anita Silva, falamos sobre um exercício que está vocacionado para fazer com crianças, mas que qualquer pessoa pode fazer. O Exercício da Audiência.

É um exercício que promove uma consciência de que necessitamos de estímulos para promover a criatividade, e de que forma cada pessoa gere esses estímulos.

Dúvidas ou sugestões, rui@falarcriativo.com ou emaildamais@gmail.com.

Falar mais Criativo – episódio 26, Desbloquear: dicas de criatividade para especialistas.

Esta semana eu e a Anita Silva, damos uma ajuda aquelas pessoas que por serem especialistas em determinada área, por vezes têm dificuldade em ver soluções inovadoras.

No fundo somos todos, pois todos temos algo em que temos mais conhecimento, e por vezes não conseguimos ver soluções óbvias por estarmos formatados segundo determinadas regras e códigos específicos da área.

A Anita trouxe quatro dicas para ajudar os especialistas a desbloquear, ouçam e fiquem a saber quais são.

Dúvidas ou sugestões, rui@falarcriativo.com ou emaildamais@gmail.com.

Falar mais Criativo – episódio 25, A Lista Phoenix: Beba um café com o seu Problema

Neste episódio, eu Rui Branco e a Anita Silva, falamos de mais uma técnica para gerar soluções de problemas, que é a Lista de Phoenix (Phoenix Checklist).

O problema é, como conseguir mais avaliações e críticas no iTunes para o Falar Criativo.

Se quiserem deixar a avaliação, têm aqui os links.

Video a explicar como deixar a avaliação no iTunes.

 

A Lista (checklist)  é dividida em duas secções: O Problema e O Plano. Use a lista como uma base para montar sua lista pessoal de perguntas e siga os seguintes passos:

  1. Escreva seu desafio: isole o desafio ou problema que você deseja examinar e está empenhado em solucionar.
  2. Faça perguntas: use a lista para dissecar o desafio ou problema sob as diferentes maneiras que possa imaginar.
  3. Anote as respostas: soluções, necessidades de informações, ideias para avaliação e análise, etc.

 PHOENIX CHECKLIST

O PROBLEMA

  • Por que é necessário resolver o problema?
  • Que benefícios terá pela solução do problema?
  • O que é desconhecido?
  • O que é que ainda não compreende?
  • Que informação tem?
  • O que não é o problema?
  • A informação é suficiente? Ou insuficiente? Ou redundante? Ou contraditória?
  • Pode fazer um diagrama? Ou um desenho?
  • Quais são as fronteiras/limites do problema?
  • Pode separar as várias partes do problema? Pode descrevê-las? Quais são as relações entre as partes do problema?
  • Quais são as constantes (coisas que não podem ser mudadas) do problema?
  • Já viu este problema antes?
  • Já viu este problema de uma forma levemente diferente?
  • Conhece um problema similar?
  • Pode pensar num problema familiar tendo incertezas iguais ou similares?
  • Suponha que encontra um problema relacionado ao seu que já tenha sido solucionado. Pode usá-lo? Pode usar o mesmo método de solução?
  • Pode reformular a apresentação de seu problema? De quantas maneiras diferentes pode apresentá-lo? Mais genérico? Mais específico? As regras podem ser mudadas?
  • Quais são as melhores, piores e mais prováveis conjecturas que pode imaginar?

O PLANO

  • Pode resolver todo o problema? Parte do problema?
  • Que solução gostaria de ter? Pode desenhá-la?
  • Que parcela do desconhecido/incerto pode determinar?
  • O que você pode deduzir da informação que tem?
  • Usou toda a informação?
  • Teve em consideração todos os conceitos e opiniões essenciais relacionadas ao problema?
  • Pode separar os passos do processo de solução de problemas? Pode determinar a correcção de cada passo?
  • Que técnicas de criatividade pode usar para gerar ideias? Quantas técnicas diferentes?
  • Consegue visualizar o resultado? Quantos tipos diferentes de resultados consegue visualizar?
  • De quantas maneiras diferentes tentou solucionar o problema?
  • O que é que outros fizeram?
  • Consegue intuir a solução? Consegue verificar o resultado?
  • O que deve ser feito? Quem deve fazê-lo? Como? Onde? Quando?
  • O que é que precisa fazer agora?
  • Quem será responsável por isto?
  • Pode usar este problema para resolver outro problema?
  • O que faz este problema único e diferente de qualquer outro?
  • Quais os melhores pontos de verificação para avaliar os progressos?
  • Como poderá saber se foi bem sucedido?

 

Dúvidas ou sugestões, rui@falarcriativo.com ou emaildamais@gmail.com.